18.6.15

Primeiro pão com fermento natural


Outra coisa que tinha vontade de fazer há muito tempo, mas sempre dava uma desculpa mental para não colocar a mão na massa: "não vai dar certo", "por que faria? Não vou fazer pão todas as semanas e o levain vai morrer", "ah, que preguiça, amanhã eu faço"... 

Mas de tanto ver o pães da Neide Rigo, resolvi seguir a receita de levain dela e não é que foi bem simples? O pão da foto é feito com 90% de farinha de centeio, ficou bem denso, mas muito bom. Guardei o resto do levain na geladeira, espero que ele sobreviva até o próximo pão...


2.5.15

Maio

Passei o mês de abril carregando terra e paralelepípedos, rearranjei os canteiros, semeei. Também envernizei as estantes mofadas. Foi produtivo.


Meu pé de chá verde floriu, primeira vez que vejo suas flores. Elas têm um perfume suave e caem rápido.
Morangueiros
Morangueiros em canos de pvc que estavam dando sopa
Não me canso de ver minhas orquídeas
Mamão
Canteiro de cebolas e cebolinhas, tenho plantado as raízes das cebolinhas que compro e os miolos das cebolas.
Meus canteiros. Semeei só no da direita
Rabanetes e beterrabas
Mudas de ruibarbo
Tomates
Estante envernizada
Fiz sriracha com as pimentas dedo de moça. Usei esta receita. Como nunca comi o molho original, não sei se ficou parecido, mas achei gostoso apesar de um pouco doce.

6.4.15

Abril

Ainda esperando pela terra para encher os canteiros. Comprei sementes. Quando a terra chegar, o trabalho será carregá-la para os fundos. Estava impaciente, mas o atraso até será bom.

Semana passada descobri que o fundo de parte das estantes da edícula que reformamos estava cheia de mofo. Acho que elas foram encostadas na parede enquanto ela estava muito úmida. O calor e o quarto fechado fizeram o resto. Tirei todos os livros do lugar. Todos. E afastei as estantes. Passei água sanitária. Deixei secar e agora vou passar verniz, esperar secar, colocar os livros de volta e torcer para que o mofo não volte. Quanto trabalho!

Enquanto isso, meus pés de physalis estão frutificando.


E tenho plantado todas as coroas dos abacaxis que comemos. Basta limpar algumas folhas, deixar na água para enraizar e plantar. 


Orquídeas outra vez.


Pimentas 


Mamoeiros. Plantei de sementes. Espero que deem frutos. A flor da foto debaixo é diferente. Alguém sabe a razão?


As ponkans não cresceram muito este ano


Está flor nasceu sozinha no quintal e dividi a touceira, alguém sabe qual o nome?


13.3.15

Futura horta?


Ainda obcecada com a jardinagem (ou arte no quintal como diz o marido). Infelizmente, nem tudo são flores. A muda de cacau que nasceu de uma semente trazida de Ilhéus está murchando e acho que secará. Estava contente com o caqui chocolate e, de repente, notei que as pontas dos brotos estão com manchas escuras e começaram a secar. Espero que resista. Talvez seja um fungo ou bactéria.

Caqui com manchas escuras e pontas murchas


A muda de maçã fuji que também surgiu de semente está crescendo bem, mas há alguns pulgões na ponta. Borrifei o preparado com óleo de neem, mas eles não estão neem aí (perdão pelo trocadilho, mas não resisti). Consigo conviver com pulgões. Uma hora eles somem.

macieira com pulgões

 As cerejeiras, igualmente germinadas em casa, estão bem.

cerejeiras
A composteira com minhocas vai a todo vapor. Enchi a primeira caixa muito rápido e esperei algum tempo para começar a colocar restos orgânicos na segunda. As minhocas que vejo estão com boa aparência e o composto idem. Ele deve ficar pronto para uso daqui a um mês.

composteira

aparência do composto após um mês
Para resolver o problema do lixo orgânico excedente, fiz uma composteira no jardim. Abri um buraco, cerquei com paralelepípedos e tenho colocado os restos lá dentro junto com folhas secas do jardim. Li que o processo demora mais, veremos.

composteira no jardim

Há alguns anos, comprei três mudas de morango. Plantei em um canteiro e agora separei as mudas novas para replantar em outros lugares. Morangueiros se proliferam que é uma beleza. O difícil é apanhar um morango antes dos pássaros e outros bichos. A concorrência é grande.

morangueiros
E aqui abaixo estão os canteiros feitos com paralelepípedos e tijolos que estavam amontoados no jardim. Só falta encher de terra e começar a plantar.

futuros canteiros
A roseira abaixo floresceu pela primeira vez este ano. Surgiu de uma estaca.


Agora preciso começar a reescrever a dissertação, mas mexer na terra é tão mais divertido! Pensava em fazer uma horta e cuidar do jardim algum dia. Resolvi colocar isso em prática este ano. Uma resolução de ano novo a menos na lista.



16.2.15

Estes dias


Ando ocupada limpando a sujeira da reforma e colocando os livros nas  prateleiras outra vez. Trocamos duas janelas, fechamos outra e ganhamos uma parede inteira, agora as duas estantes ficam lado a lado e temos mais espaço no quarto de tralha (que espero que deixe de ser só de tralha).

Cismei em pintar algumas cadeiras e mesa de branco e também ocupei algumas horas com isso. Não ficaram perfeitas, mas também não ficaram feias. Ando obcecada por móveis e ambientes brancos ultimamente. Acho bonito, limpo, claro. Sinto muita falta de ambientes luminosos.

As zínias estão secando e anunciam que a época das borboletas está chegando ao fim.



Borboletas acabam tristemente. Perdem pedaços de asas e não conseguem mais voar direito.


Em relação à cozinha. Fiz broinhas duas vezes. Usei a receita da Neide Rigo que é muito boa, mas ainda não cheguei na broinha mineira ideal, oca por dentro e com uma consistência mais elástica, tipo choux, estas ficam com uma textura mais próxima do bolo de fubá. Mas um dia ainda acerto.


E comprei uma composteira com minhocas! Nem acredito. Fechei tudo pela internet e o "equipamento", com minhoca e tudo, veio pelo correio. Queria diminuir um pouco do lixo orgânico que vai para, bem, o lixo. Comprei uma composteira de 36l e, em menos de uma semana, já enchi 2/3 da primeira caixa. Produzimos uma quantidade absurda de lixo orgânico e começo a questionar se as minhocas terão tempo de transformar o material da primeira caixa em húmus antes que termine de encher a segunda. Desejo estabelecer um círculo virtuoso por meio da composteira: lixo orgânico - composteira - adubo para o jardim.

E por falar em jardim, quase todas as mudas de frutíferas que plantei e podei estão começando a dar brotos. Cuidar de plantas tem me dado um prazer imenso (ou talvez seja minha desculpa para não começar a reescrever minha dissertação).



1.2.15

O fim de semana

Fim de semana teve granola caseira - sem receita, atualmente uso o que encontro em casa além da aveia - clericot, deliciosa sangria de vinho branco, e frango na airfryer (agora coloco o aparelho na lavanderia para evitar a defumação quando preparo alimentos mais gordurosos).

Choveu. Relampejou. Fiquei sem internet. Mas teve arco-íris e gotas nas folhas de mamão. 

Plantei os coqueiros, fiz mais algumas podas e arranquei alguns arbustos. Estou louca para arrumar mais algumas mudas diferentonas. Talvez em em maio-junho, vamos ver. Bateu o espírito jardineiro.



29.1.15

Em se plantando, tudo dá


Depois de cortar e podar loucamente as árvores dos fundos no ano passado, resolvi me redimir repovoando a terra devastada. Pedi mudas de várias frutíferas: jambo-cereja (vi no blog da Neide e fiquei morrendo de vontade de ter um pé), banana-nanica, dois coqueiros anões (marido quer água de coco), nêspera (adoro, mas quase não encontro no mercado), lichia, chá-verde e caqui-chocolate. Aproveitei também e pedi mudas de alpínia, buquês-de-noiva e érica japonesa. Veio tudo do viveiro Ciprest, do Sr Edilson Giacon (vi a indicação também no Come-se). Ele tem um lista enorme de mudas de frutíferas e plantas ornamentais. O próprio Edilson fez a entrega e, de brinde, me deu uma muda de streptosolen

Mal recebi as mudas e já plantei quase todas, faltaram só os coqueiros que são maiores, já estava com o corpo quebrado de cavar e carregar baldes de composto de um lado para o outro, não dava mesmo.

Quero colocar algumas ideias sobre poda deste livro em prática. Será ótimo se funcionar, pretendo evitar que as árvores fiquem enormes e impossíveis de cuidar no futuro.


E lembram-se dos sapinhos? Eles ainda continuam pulando pelo quintal. Já me acostumei e não ligo (desde que não entrem dentro de casa).


Mariposa bonitona na lavanderia.


23.1.15

Borboletas e outros seres

Está aberta a temporada de borboletas mais uma vez! Espalhei algumas sementes de zínia que ganhei de  meu pai e elas floriram bem este ano. Apesar do calor, sol e seca terríveis, as plantas aproveitaram cada gota das últimas chuvas e estão crescendo com rapidez. 



Observei um fenômeno estranho esses dias. Há uma quantidade enorme de sapinhos no jardim. Eles são muito pequenos e saltam pela grama quando passo.


E esse é o nosso lagarto de estimação. Ele sempre dá uma volta pela hora do almoço e, quando me vê, corre para dentro da tubulação de água da calha.


No mais, este começo de ano tem sido calmo. Temos obras a partir da próxima semana e estou me preparando psicologicamente para isso. Tive que esvaziar um cômodo e empilhar centenas de livros em outro lugar. Quando tudo ficar pronto, eles voltam para as estantes. (Também preciso me preparar psicologicamente para isso). 

Já a melhor aquisição dos últimos tempos foi uma airfryer. Estava meio cética quando o marido veio com a ideia, mas depois de fazer batata-frita quase sem óleo e um salmão com batatas delicioso com ela, fui convencida. Ela chegou há dois dias. Hoje faço quibe e amanhã uns pastéis. Sei que com o aumento da energia e um racionamento iminente, ela pode não ser tão interessante, mas, por enquanto, estou adorando a experiência. 

(Update: descobri dois poréns em relação à minha airfryer. Ela é da Philips Walita e, talvez por ter uma cesta aramada por onde o ar circula com maior facilidade, quando a gordura cai na cuba e queima, produz uma fumaça terrível - fiz costelinha de porco e tive que abrir portas e janelas. O mesmo acontece com os empanados, quando a farinha cai lá embaixo, acaba sendo levada para o lado de fora pela ventilação. Muito chato. Parece que os modelos das outras marcas não têm esse problema. Só posso acreditar que isso ocorra devido ao tipo de cesta, a da Mondial, por exemplo, é mais fechada. Ganha-se de um lado porque a fritura me parece mais rápida, mas perde-se por outro. Vou tentar forrar o fundo com um pouco de papel alumínio para ver se o problema é minimizado).